20 de abril de 2014

Novos olhares para o Gênesis

A leitura da criação do mundo em Gênesis não deve ser lida como um fato ocorrido em que alguém  presenciou, nem como fato científico, nem como história, mas sim como fé.
Mas vamos ampliar nossa fé e incluir todos estes fatores: história, ciência e fé juntas.
Nesta reflexão pessoal a partir de leituras literais da bíblia, de estudos teológicos para leigos, de leituras e comentários sobre o início de tudo e evolução quero expor este pensamento sem o objetivo de finalizar algo, nem tenho pretensão disso, pois sou uma pessoa leiga, contudo que ouve, pensa e tira suas próprias conclusões.
Poderia este texto ter um teor científico? Por que não?
A ciência explica, ou tenta explicar, que no início havia uma força, uma energia, houve uma explosão e tudo se iniciou, aos longos e milhares de anos uma evolução gradativa e morosa construiu toda vida na Terra até chegar aos nossos dias do modo que está. Com o universo, estrelas, sol e lua, água e terra, animais e seres humanos e suas lutas sociais.
O texto bíblico abrange tudo isso a meu ver diante de tudo que já li e ouvi.
O texto é catequético e não tem o propósito de ser científico nem histórico, porém podemos ampliar seu significado para hoje.
Fala um pouco de ciência quando constrói uma “evolução”, a ordem não importa, mas algo que foi evoluindo até chegar ao ser humano, como ele é catequético coloca como criador esta energia que chama de Deus, Javé.
É histórico porque faz parte da vida de um povo que se via dominado por outro e subjugado não queria perder sua raiz monoteísta e nem ser dominado na sua fé por outro “deus”.
Também fala de luta social trabalhista, colocando inclusive o autor da vida descansando depois de todo trabalho, mostrando assim que seu povo também precisa de um dia de descanso para repor a energia depois de uma semana em busca da sobrevivência.
Enfim, o texto é amplo e pode ser atualizado, para com olhar do presente enxergarmos o passado.
Não há luta de fé e ciência no texto a meu ver, a ciência, através de seus métodos, quer chegar até a origem de tudo com uma racionalidade que é sua, a fé somente olha de um modo mais simplista com o Criador ao fundo.
Então ao analisarmos o texto encontraremos aí ciência, história e fé, mas muito mais FÉ.




Share this


0 Comments